sexta-feira, 21 de julho de 2017

NO PAÍS DAS RATAZANAS




Da cacimba de Chico Pedrosa...

O poeta Chico Pedrosa deu três gatos de presente a um bodegueiro que vivia perseguido por uma súcia de ratos tão ávidos e infames, que só perdiam em safadeza e cupidez para aqueles do Congresso Federal. Passados uns cinco ou seis dias, Pedrosa foi à bodega do amigo e perguntou: - TIMÓTEO, CADÊ OS GATOS???

Resposta do Bodegueiro:

(TIMÓTEO, CADÊ OS GATOS?)
Botei na mercearia
Comeram a mercadoria
E nem ligaram pros ratos
Cagaram dentro duns pratos
De loiça, que mamãe fez,
Morderam o pé de um freguês
Que só comprava a dinheiro
Dei três conto a um maloqueiro

Pra dar sumiço nos três.

Os de Brasília fizeram pior... Cagaram na boca dos patos que batiam panelas.  Como dizia o saudoso Chico Anysio: - Vai comendo, Raimundão!



Em 1985 o "finado" LOBÃO já perguntava: "Quem é que vai pagar por isso???" (na música REVANCHE) Estranho que ele continue do lado dos PATOS. Coitado, fumou bosta de jumento pensando que era maconha...

Naquela era passada
Do Rock Tupiniquim
O LOBÃO cantava assim
Fingindo ser da pesada
“Eu não quero pagar nada”
Numa REVANCHE medonha
Hoje em dia, que vergonha,
É pato rouco, eu lamento
Fumou bosta de jumento
Pensando que era maconha.



Mané Mago de Jurema