quarta-feira, 5 de julho de 2017

MINI CONTO


Baleia do Sabonete, a cachorra do Major Policarpo Quaresma

DIÁLOGO DAS RABUGENS DO BRASIL

- BALEIA!
- Pronto, patrão!
- Vou cuspir no chão! Monte na bestinha melada e risque. Você vai ter que me trazer três préas de balseiro antes do cuspe secar...
- Nesse instante, patrão!
.............
- Patrão...
- O que foi, BALEIA?
- E o IBAMA?
- Arre égua, Baleia. Deita aí, vamos comer MIOJO.
- Ai, que NOJO!

* * *



Já que os preás estão vetados pelo IBAMA resolvi apostar numas costeletas de carneiro, fatias de bacon e afins, o que motivou esse mote sugerido por Geová Costa: ESSA BALEIA QUE LATE / QUER DEVORAR MEU CHURRASCO.

Baleia, a jovem cadela, 
É um esmeril da França,
Alimenta a esperança
De comer uma costela...
Seja de porco ou daquela
Ovelha que desenrasco,
Pois engordou no carrasco,
Antes de ir pro abate,
ESSA BALEIA QUE LATE
QUER DEVORAR MEU CHURRASCO.