domingo, 18 de outubro de 2015

NA FEIRA DO LIVRO DE CAXIAS DO SUL-RS

Com os "oficineiros" do 22º PROLER de CAXIAS-RS
Beatriz Myrrha (MG), Márcio Vassallo (RJ), Elaine Silveira (RS), Léla Mayer (RS),
Flávia (da organização), Beto Silva (SP), Lúcia Fidalgo (RJ).


Chegando mais uma vez do Rio Grande do Sul, desta vez uma viagem surpreendente e cheia de alegrias. Depois de participar por três vezes da Feira do Livro de Porto Alegre, uma das mais animadas e bem organizadas o país, resolvi subir a Serra Gaúcha e participar da 31ª Feira do Livro de Caxias do Sul, onde ministrei oficinas do projeto Acorda Cordel. Outro momento marcante foi o lançamento em BRAILE e ÁUDIO LIVRO das minhas adaptações da obra de João Simões Lopes Neto, com as ilustrações maravilhosas do meu parceiro Jô Oliveira. Como se não bastasse, participamos também de um recital e contação de histórias no palco principal do evento. Amanhã prometo mais detalhes. Por enquanto, reproduzo apenas algumas fotos e trechos dos textos coletivos criados nas duas oficinas realizadas na sexta-feira, dia 16 de outubro.

Alunos da Oficina 1 - Turmo Manhã, na Universidade de Caxias do Sul


OFICINA 1 – ACORDA CORDEL (Manhã)
Data: 17 de outubro de 2015
PRODUÇÃO COLETIVA
Título:  CORDEL EM CAXIAS

Ao chegar nesta cidade
Tive grandes alegrias
Apesar dos temporais
Eu fiz grandes parcerias
Apresentando o cordel
Aos gaúchos de Caxias.

O Cordel é uma arte
Cultura da nossa gente
União do Sul e o Norte
Juntando o frio e o quente
Na presença do poeta
A classe ficou contente.

Nossa oficina mostrou
A trova do menestrel
A poesia popular
Que é impressa no papel
Juntando a rima e a métrica
Fizemos nosso Cordel.


Alunos da Turma 2

OFICINA ACORDA CORDEL – Turma 2 (Tarde)
Título: CORDEL E ENCANTAMENTO  (Criação coletiva)

Caxias, bela cidade
Desempenha o seu papel
Nessa Feira Literária
Temos até menestrel
Traduzindo em verso e prosa
Os segredos do Cordel.

Contar histórias rimadas
Esta é a nossa missão
Embora a chuva atrapalhe
É fruto do coração
Este sol traz alegria
Ilumina a educação.

Eu canto o sol e a chuva,
A planta, a flor e o vento,
Jogo palavras no ar
Com a força do pensamento
O cordel, que é cultura
Popular literatura
Que traz o encantamento.