segunda-feira, 27 de julho de 2015

140 ANOS DE QUINTINO CUNHA

ACUNHA, QUINTINO!

Raymundo Neto, Jáder Soares e Arievaldo Vianna, 
em homenagem a Quintino Cunha.

Pois é, o Museu do Humor Cearense e o Ponto de Cultura Humor no Ponto resolvem comemorar os 140 anos do poeta e humorista José Quintino Cunha. Quintino é cearense, claro. Nasceu em Itapajé, no tempo em que Itapajé era São Francisco de Uruburetama.
Quintino nasceu no ano de 1875. De lá pra cá: 140 anos, justim. O dia exato: 24 de julho. Viveu 68 anos. Faleceu em Fortaleza no dia 1° de junho de 1943.
Foi rábula, advogado, jornalista, escritor, poeta, mas, acima de tudo, Quintino foi humorista, e dos bons. Juntamente com Paula Nei e Leonardo Mota, forma o trio da vanguarda do humor cearense.
Então para comemorar esta data fechada, o Museu do Humor Cearense promove a Exposição Acunha, Quintino! Na ocasião da abertura da exposição houve uma animada roda de conversa sobre a vida do humorista, com poesias, causos e piadas, com a participação do humorista Jader Soares (Zebrinha) diretor do Museu, e dos escritores Arievaldo Viana e Raymundo Netto.
Dentre os objetos raros da exposição, cerca de 30 livros de vários autores, onde Quintino aparece como personagem, além da primeira edição do livro PELO SOLIMÕES (livro de poesia do homenageado) impresso em Paris em 1907.
Na primeira fila: Quintino, Arusha Oliveira, João Paulo, Raymundo Neto,
Sentados: Jáder Soares, Stélio Torquato, Arievaldo Vianna, 
Ricardo Narciso e Socorro Távora
A Exposição é composta por
Praça do Ferreira
Aqui você encontrará a Praça do Ferreira, com seus bancos famosos, Coluna da Hora, Cajueiro da Mentira, um Sol para ser vaiado e o uma réplica do Bode Iôiô. A citada Praça, era o local preferido do nosso homenageado.

Livros
A 1ª Edição do livro mais famoso de autoria de Quintino Cunha: “Pelos Solimões”, lançado em Paris, na França em 1907,  e mais 20 livros de autores que falam sobre o poeta, dentre eles, PLAUTUS CUNHA, filho de homem.

Painéis
Painéis diversos com fotografias, poesias, depoimentos e causos do poeta ou sobre ele.

Estatuetas
3 Estatuetas. Nelas figuram: Quintino Cunha, Leonardo Mota e Paula Nei.

Busto
Um busto retratando Quintino Cunha, feito pelo artista Majela.
E tem mais: cordel, causo, conversa fiada…
Se intrometa na Exposição! Faça parte dela! Dê um pitaco! Conte uma anedota do Quintino. A hora é de falarmos da poesia, da graça e da irreverência do menino de Itapajé.